segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Benfica 1-0 FCPorto: Muitos mais do que um jogo de futebol



Torna-se muito difícil falar de futebol depois do que se viu ontem. O FCPorto não jogou bem, é verdade, devia ter tido outra atitude durante os 90 minutos, é verdade, mas o que toda a comunicação social, sem excepção, tem tentado abafar e branquear (não é novidade nenhuma) é o trabalho VERGONHOSO de Lucilio Baptista. Nós não jogamos o que se pedia e a exibição chegou a ser má de mais para ser verdade (é um jogo para reflectir), mas é impossível não falar do árbitro quando este foi o grande responsável pela nossa derrota.

Para quem lê e ouve hoje a comunicação social parece que o Benfica fez uma exibição grandiosa e fantástica.....até ouvi dizer que saíram à rua para festejar (uma prova da nossa grandeza). Ontem vimos um árbitro com interverência directa no resultado, habilidoso e com a "lição" bem estudada. Acho incrível que ninguém tenha colocado em questão a legalidade do único golo da partida quando este surge de um fora de jogo ESCANDALOSO do jogador Urreta...É possível ver no vídeo esse lance. E na foto não ficam quaisquer dúvidas sobre o fora de jogo que o assistente não marcou porque não quis!!! A jogada seguiu e foi dar ao golo que ditou o desfecho que se previa.....

Ainda durante a primeira parte vimos dois penaltys claros na área do Benfica. Primeiro Hulk é travado por Peixoto (ainda o resultado estava 0-0) e depois Cardozo dá mão na sequência de um canto. Isto para não se falar na permissão que foi dada aos jogadores encarnados para fazerem o que quissessem aos nossos jogadores....

Durante a segunda parte vimos mais condicionantes ao nosso jogo. Eram inventadas faltas no nosso ataque. Os pontapés de baliza eram convertidos em cantos contra nós, as bolas fora não eram sancionadas. E foi num desses cantos inventados por Lucilio que surgiu, para toda a comunicação social, o caso do jogo. Quando o único golo da partida é precedido de ILEGALIDADE, quando ficam por marcar DOIS PENALTYS a nosso favor ainda durante o primeiro tempo e um deles ainda o resultado estava 0-0, o grande destaque da arbitragem é, para jornais, rádios e afins, um penalty (que é claro) que surge na sequência de um canto inventado pelo árbitro.....

Este jogo surge na sequência de outros jogos em que o nosso principal adversário na luta pelo título anda a ser levado ao colo. Os árbitros estão pressionados a apitar a favor do Benfica e a notícia de ontem do JN ( podem ler aqui) que não teve, e nem terá aposto eu, o destaque que lhe devia ser dado. aparece apenas para confirmar o que se suspeitava. A rede está montada e o esquema anda a funcionar bem. Até quando os responsáveis do FCPorto vão andar calados!!! Pinto da Costa disse antes do jogo de ontem que iria revelar factos que iriam chocar o País. Aposto que esses factos não andarão muito longe daquilo que foi dado a conhecer pelo JN. Por isso Presidente fale o quanto antes! Ou vai deixar que continuemos a assistir ao campeonato mais escandaloso de sempre do futebol português?

4 comentários:

Pedro Rocha disse...

Caro ninja, partilho da mesma opinião de que é muito difícil de falar de futebol quando nos queremos referir a este jogo. Quando isto acontece é sinal de que algo vai mal, neste caso vai muito mal...
Abraço

Dragaopentacampeao disse...

Foi uma derrota difícil de engolir, não tanto pelo resultado, mas principalmente pela fraca exibição, num retorno ao passado recente, apenas interrompido em duas ocasiões (Guimarães e Madrid).

Os problemas desta época (imprecisão no passe, perda de bola frequentes, incapacidade de construção de jogo ofensivo, desconcentrações comprometedoras, atitude desajustada e alguma falta de classe)reapareceram num jogo em que o FC Porto tinha tudo para ser feliz.

O adversário, longe da capacidade enaltecida pela propaganda panfletária dos pasquins, soube explorar as fraquezas há muito patenteadas pelos Dragões, com a protecção aqui e ali do habilidoso e mafioso Lucílio Calabote, acabando por levar a água ao seu moinho, num lance duvidoso, onde sobressaíram um conjunto dos defeitos apontados acima.

Pode-se especular se com Varela e Belluschi a titulares a exibição teria sido diferente.

Sinceramente, eu acho que o problema é infelizmente mais profundo.

Falta um patrão do meio campo e um avançado eficaz, diferentes dos que temos.

Ao que parece Pinto da Costa está satisfeito com o plantel! Como ele raramente se engana, continuarei a sonhar com o Penta.

Um abraço

dragao vila pouca disse...

Completamente de acordo.
So nós é que falamos das poucas vergonhas que acontecem.

Hoje mais esta:«O Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) reduziu o castigo aplicado ao director de comunicação do FC Porto, Rui Cerqueira, e revelou que a Comissão Disciplinar da Liga foi incoerente na decisão.

Em causa está uma multa de 3 mil euros e a suspensão de 3 meses imposta a Rui Cerqueira pela Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol (LPFP), na sequência de injúrias a um jornalista, aquando da visita do FC Porto a Matosinhos, para realizar um encontro do Campeonato diante do Leixões.

Rui Cerqueira, de acordo com várias testemunhas, terá injuriado um jornalista da RTP no final do encontro.

O director de comunicação do FC Porto recorreu da decisão para a FPF e, no acórdão a que a Agência Lusa teve acesso, pode ler-se que a CD da LPFP não deveria ter utilizado o artigo 107.º do Regulamento Disciplinar (RD) conjugado com o 87.º.

"Entendemos não poder assacar-se ao recorrente qualquer responsabilidade baseada no artigo 107.º, conjugado com o 87.º, do RD, uma vez que o ofendido é, no caso em apreço, um jornalista".

Ora, o CJ da FPF lembra que o artigo 107.º apenas faz referência a membros de órgãos da estrutura desportiva, elementos da equipa de arbitragem, dirigentes, jogadores, demais agentes desportivos e espectadores.

Apesar de tudo, o CJ da FPF nega provimento ao recurso e condena ao recorrente na pena de multa de 750 euros.»

Um abraço

Luís disse...

Pensei ter sido a única pessoa do mundo a ter visto que o Urreta estava fora de jogo lol.. É verdade que o F.C.Porto não jogou nada bem, também é verdade que as duas equipas jogaram no mesmo ''relvado'', mas não deixa de ser verdade que um ''relvado'' naquelas condições não permite que se pratique bom futebol, e é claro que se o golo do benfica tivesse sido invalidado como deveria ter sido a história do jogo seria certamente outra.. Bem mas não é nada a que os Portistas já não se tenham habituado, a comunicação social é mais do que parcial e é incrível como todos parecem compactuar com isto.. Bem acho que no meio de tudo isto só nos resta mesmo festejar os títulos eheh